eco-notícias - artigo

Educação ambiental para promoção da saúde com trânsito solidário
17/06/2013

Por Sandra Costa de Oliveira

A poluição do ar é um fenômeno decorrente, principalmente, da atividade humana em vários setores, agravada pelo crescimento populacional e econômico, pelas grandes inovações tecnológicas e a rápida industrialização, que tornaram-na uma preocupação crescente, pois seus efeitos são claramente perceptíveis e sentidos por toda a sociedade, sejam crianças, adultos e idosos. Um dos maiores problemas ambientais atualmente é a poluição do ar. Os veícul os automotores são a pri nci pal fonte de pol ui ção atmosf éri ca e de ruído na ci dade de São Paul o como também, de outras regi ões metropol i tanas do país. Uma das al ternati vas que poderá mi ni mi zar este probl ema é a impl antação de um Programa de Carona Sol i dári a. O objetivo deste estudo portanto, foi: a) identificar os motivos que levam ou não as pessoas a participarem de um Programa de Carona Solidária na cidade de São Paulo-SP; b) verificar seus conhecimentos, opiniões e percepções sobre as relações entre a saúde e o meio ambiente; e em particular sobre o uso do automóvel e a poluição ambiental e c) verificar em que medida essas percepções poderão influenciar a decisão em participar de um Programa dessa natureza. A metodologia utilizada nesta pesquisa foi a quali-quantitativa, tendo sido aplicado um questionário voltado para os funcionários de uma Instituição Hospitalar e também foram realizadas entrevistas com profissionais das áreas de saúde e meio ambiente. Conclusão: todos os participantes da pesquisa demonstraram ter preocupação com a qualidade do meio ambiente, pensando nas futuras gerações. No entanto, nas questões práticas como compartilhar o automóvel para participar da Carona Solidária, verificou-se um certo desinteresse. O grupo não está preparado para compartilhar o automóvel principalmente por razões socioculturais. Dar e receber carona de pessoas conhecidas, também é um fator que influencia a adesão ao Programa, para que os entrevistados sintam segurança ao participar. Na opinião dos entrevistados a implementação da Carona Solidária será mais efetiva se for realizada em empresas, escolas, universidades ou outras instituições onde as pessoas já se conhecem. Possuir um carro constiui-se ainda em um valor para uma parcela considerável da população entrevistada. A dificuldade em estabelecer relação entre saúde e ambiente também interfere na adesão dos profissionais mesmo considerando uma iniciativa interessante. Acredita-se que a educação ainda seja o melhor caminho para que ocorram mudanças de atitudes.

Para maiores informações, clique no link abaixo.



Fonte: Biblioteca Digital USP - Teses e Dissertações

voltar


Parcerias